NOTÍCIAS

Publicado em 05/09/2018

Congresso – Plenária Coletiva I

Primeira Plenária Coletiva avalia O Atuário frente à Era do Compartilhamento sob a Ótica dos Órgãos Reguladores

A primeira Plenária Coletiva do 12º Congresso Brasileiro de Atuária teve como tema “O Atuário frente à Era do Compartilhamento Sob a Ótica dos Órgãos Reguladores” e contou com a participação de três palestrantes: Carlos Alberto de Paula, da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), Christian Aggensteiner Catunda, da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) e Washington Oliveira Alves, da Agência Nacional de Saúde. As palestras foram mediadas pela presidente em exercício do IBA, Luciana Bastos. 

O diretor de Supervisão de Conduta da SUSEP, Carlos Alberto de Paula, abriu a coletiva falando sobre os desafios que o Brasil tem diante da necessidade de se reposicionar considerando as mudanças nos indicadores sociais, como a queda de natalidade e o envelhecimento da população. Ele ressaltou a importância da atuação do atuário neste novo cenário e falou também da atuação da SUSEP. “O órgão tem se preparado muito para esse novo Brasil que vem saindo de uma crise”, disse. 

Na sequência, o diretor de Orientação Técnica e Normas da Previc, Christian Aggensteiner Catunda, explicou ao público como o órgão vem atuando.  Ele apresentou temas como mudanças na regulação, alteração na conjuntura de ativos e passivos, melhorias nos métodos de supervisão e o resultado dessas melhorias no trabalho do atuário.

A mudança dos indicadores sociais, também foi um tema abordado por Carlos Alberto. O palestrante reforçou que o mercado atual exige do atuário uma atuação mais multidisciplinar. “O atuário está deixando de lado o papel de ‘decisor’ para assumir o de consultor, definiu.

O gerente de Habilitação, Atuária e Estudos de Mercado da ANS, Washington Oliveira Alves, foi o último a se apresentar. Em sua fala, abordou a importância do olhar mais racional do profissional de atuária para o setor de saúde. “É um setor extremamente desafiador. Temos desafios típicos do nosso país e desafios nos quais o atuário é indispensável”, disse.

Na sequência haverá duas palestras simultâneas: “Transferência de riscos de EFPC para Seguradoras”, com os palestrantes Antonio Fernando Gazzoni e Sergio Rangel Guimarães e moderação de João Marcelo Carvalho no Painel 1. Já “Revolução 4.0 na Precificação da Saúde”, com José Antônio Lumertz e Raquel Marimon e moderação de Heitor Rigueira, será o Painel 2.